D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "Relações Públicas"

4 Formas de Comunicação nas Organizações

Segundo Gaudêncio Torquato, há quatro formas de comunicação nas organizações: A Comunicação Administrativa, Comunicação Social, Comunicação Cultural e os Sistemas de Informação.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Abertura de Solenidades

A abertura da solenidade começa com a composição da mesa com as autoridades posicionadas em ordem decrescente de hierarquia, de forma que a autoridade de maior hierarquia não precise esperar pelos demais para sentar-se. Após a composição da mesa, passa-se aos pronunciamentos. A ordem dos pronunciamentos deve ser da menor para a maior autoridade. Se o tempo disponível for muito restrito, a ordem dos discursos pode ser adaptada de acordo com a agenda da autoridade. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Abordagem Fenomenológica

A abordagem fenomenológica visa transferir o pesquisador para o ambiente que não lhe é familiar, a fim de que ele experimente o mesmo contexto da população. A psicologia instrumentalizada pela abordagem fenomenológica se constitui em extrair a inteligibilidade do fenômeno da vida cotidiana, solicitando que os sujeitos narrem minuciosamente em sua própria linguagem o modo pelo qual vivenciaram determinada situação de vida. A pesquisa qualitativa e a abordagem fenomenológica quando exploram os aspectos subjetivos minuciosamente, e quanto mais fartamente ricos de detalhes, melhor compreendem o fenômeno estudado.

Segundo Bogdan e Biklen, existem diversas formas de investigação na pesquisa qualitativa, contudo todas partilham do mesmo objetivo de compreender o contexto, o significado e o processo pelos quais passam os sujeitos que vivenciam o fenômeno estudado. Ainda que possam ser encontradas algumas divergências teóricas, grande parte dos pesquisadores qualitativos identificam-se de alguma forma com a perspectiva fenomenológica. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Administração da controvérsia pública

A administração da controvérsia pública é considerada uma função determinante e decisiva para o desenvolvimento do processo gerador de públicos e da opinião pública. A controvérsia pública, segundo diversos autores (Andrade, 1983; Senac e Solórzano, 1999) pode ser definida como uma longa discussão na qual as diferenças de opiniões e pareceres estão em jogo.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Administração de relacionamentos corporativos

O relacionamento com os públicos estratégicos precisa ser estabelecido como um processo permanente que envolve comprometimento e colaboração entre as partes e deve ser planejado para que possa ser monitorado e gerar retorno à empresa.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Amostragem Não-Probabilística

Amostra por conveniência ou amostra não probabilística em que os respondentes ou objetos são escolhidos por conta de sua disponibilidade (por exemplo: homem na rua); um tipo de amostra não-probabilística na qual quem está disponível em algum ponto determinado no tempo é incluído na amostra; algumas vezes chamada de amostra 'casual' ou 'acidental'.
(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Assessoria de Comunicação Social

Serviço de coordenação das atividades de comunicação (jornalismo, relações públicas, publicidade e propaganda) entre um cliente e seus públicos. Administra a Informação, estabelece políticas específicas e aplica estratégias predefinidas.Cria uma ligação entre uma entidade (indivíduo ou instituição) e o público (a sociedade exposta à mídia). São atividades relacionadas: Marketing, Comunicação Interna, Comunicação Empresarial, Pesquisa de Mercado, Auditoria de Imagem, Lobby etc. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Atividades de Relações Públicas

Construir, promover e preservar a boa imagem de empresas ou instituições perante o público interno e o externo. Essa é a principal missão do profissional de Relações Públicas. Para isso, ele define a estratégia e executa projetos de comunicação, transmitindo os valores, objetivos e as ações da organização.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Auditoria de Comunicação

A auditoria de comunicação organizacional é um avaliação é feita pela determinação da efetividade dos programas e seus produtos e pela identificação de disparidades (gaps) em todo o programa de comunicação. Para isso, realizam-se revisão e análise sistemáticas da eficácia de comunicação da organização com seus públicos internos e externos, identificando estes segmentos, os programas de comunicação e os produtos que são direcionados a cada um. (click no título/link para ver a definição completa)

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Boletim

Telejornalismo - Resumo do fato. É gravado pelo próprio repórter no local do acontecimento. Originou o stand-up.

Comunicação Organizacional - Publicação destinada à divulgação decisões e atividades de entidade pública ou privada. Lida com informações imediatas de circulação e área de interesse restritas, que precisam chegar com urgência ao público. Os intervalos entre suas edições são pequenos. Possui um número reduzido de páginas e pouca variedade temática. Seu estilo não é obrigatoriamente jornalístico nem há critérios fixos para apresentação gráfica.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)