Fazer questões

Questões por página: Imprimir

A pauta do dia destinada à equipe de reportagem da qual você faz parte contempla: 

12h15: Link no telejornal vespertino mostrando a fila e contando as histórias de quem está nela há quase 24 horas aguardando por um show de Justin Bieber, marcado para as 22h desse dia, na Pedreira Paulo Leminski. 

14h30: NC sobre a assinatura, em gabinete, de um convênio entre as secretarias de ciência e tecnologia dos estados do Paraná e de Jujuy, na Argentina. 

16h00: Ensaio final para a estreia, no Teatro Guaíra, do novo show da Orquestra Sinfônico do Paraná. 

Que equipamentos você separaria para a realização de cada uma das pautas? 

Justifique suas escolhas.

"[A programação televisiva de qualidade necessita da] preservação da identidade, o cuidado/atenção na representação das diferenças, a recusa à perpetuação de estereótipos, o respeito ao cidadão e à dignidade do ser humano em diferentes gêneros, sotaques, graus de escolaridade, nível socioeconômico e/ou orientação sexual". (In. COUTINHO, Iluskra (org.) A informação na TV Pública. Florianópolis: Insular, 2013, p. 32). 

Para a pesquisadora Iluska Coutinho (2013), a programação televisiva pública precisa ser uma referência de qualidade a partir do compromisso de seus profissionais na oferta de informações plurais, com formato e profundidade diferenciada. A partir dessas considerações, utilizando exemplos de propostas, argumente sobre formas com que programação televisiva pode ser planejada e se tornar referência em produção cultural e informativa na atualidade.

Os pesquisadores Cesar Bolaño e Valério Brittos apontaram em um estudo de 2007 saídas para a democratização e implantação da TV pública no Brasil em meio ao processo de digitalização. Segundo os autores, a proposta poderia caminhar no seguinte sentido: 

a) O sistema privado não se pode eximir das obrigações de serviço público, visto tratar-se de concessão pública, exigindo, no caso dos países plenamente democráticos, contratos de concessão, cadernos de encargos e controle público sobre os conteúdos, de modo a evitar as distorções conhecidas no mercado brasileiro: censura privada e manipulação. 

b) O sistema público estatal deve submeter-se também a formas democráticas de controle público, evitando concentração de poder e uso político dos meios. 

c) O sistema público não estatal, entendido provisoriamente como comunitário, universitário e outros sem fim lucrativo, assim como o estatal, deve atuar excluído da lógica da publicidade comercial, salvo as exceções conhecidas de patrocínio cultural, conforme regulamentação específica. (In: BOLAÑO, César; BRITTOS, Valério Cruz. A televisão brasileira na era digital: exclusão, esfera pública e movimentos estruturantes. São Paulo: Paulus, 2007.) 

A partir das considerações, descreva e critique as formas de concepção da TV Pública no Brasil, as diferenças entre sistema público estatal e não estatal e as possibilidades de produção de conteúdo nessas emissoras.

4
Prova: E-Paraná
Ano: 2017    Banca: UNICENTRO    Cargo: Locutor
Disciplina: Radiodifusão e Audiovisual
Assunto: Discursiva Radiodifusão e Audiovisual

No cotidiano de trabalho de um Locutor radiofônico, as técnicas são fundamentais no bom desenvolvimento da produção e apresentação dos programas e conteúdos da emissora. Questões como a leitura prévia dos textos a serem apresentados para melhor interpretação, os comandos dados à mesa de áudio, o conhecimento sobre as principais notícias e novidades da programação, e o manuseio das técnicas nos equipamentos do estúdio são fundamentais para o bom desenvolvimento no meio. Com o advento das novas tecnologias, os profissionais convivem com diversos desafios, como a (I) necessidade de interação com o ouvinte, (II) reforço do compromisso social do rádio com a democracia, (III) fortalecimento da comunicação pública, (IV) combate às informações falsas e (V) o aprimoramento da linguagem e dos formatos do rádio. Dessa forma, argumente sobre a importância do papel do locutor diante das novas tecnologias e dos desafios vivenciados pelo profissional na construção da programação em emissoras públicas.

"É preciso definir o rádio como um meio de comunicação expandido, que extrapola as transmissões em ondas hertzianas e transborda para as mídias sociais, o celular, a TV por assinatura, os sites de jornais, os portais de música. A escuta se dá em AM/FM, ondas curtas e tropicais, mas também em telefones celulares, tocadores multimídia, computadores, notebooks, tablets; pode ocorrer ao vivo (no dial ou via streaming) ou sob demanda (podcasting ou através de busca de arquivos em diretórios). A escuta se dá em múltiplos ambientes e temporalidades, graças a tecnologias digitais que franqueiam também a produção, a edição e a veiculação de áudios a atores sociais antes privados do acesso a meios próprios de comunicação (In. KISCHINHEVSKY, Marcelo. Rádio e mídias sociais: mediações e interações radiofônicas em plataformas digitais de comunicação. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016.) 

 definição de rádio mudou no Século XXI que agora torna-se expandido e está presente em diferentes plataformas e formatos. Diante dos novos desafios contemporâneos, como o operador de áudio possui uma função preponderante na produção para diferentes dispositivos? Argumente sobre a produção radiofônica e a importância da qualidade na edição, mixagem e masterização dos conteúdos transmitidos na atualidade.

Descreva, passo a passo, como faz para exportar um vídeo após sua edição com a resolução de 1920X1080 pixels, 29,97f/s utilizando o programa Adobe Premiere com o sistema operacional Windows?

Antes de iniciar uma gravação ou transmissão, algumas funções na câmera devem ser executadas manualmente, entre elas, o ajuste do branco. Qual a função do ajuste do branco nas câmeras, como ele deve ser executado, qual opção da câmera que é utilizada para calibrá-lo e quais problemas ocorrerão na imagem se essa função não for executada corretamente?

8

Nos estudos sobre a estética radiofônica, para Rudolf Arnheim (1904-2007) a essencialidade do meio está em oferecer a totalidade dos conteúdos por meio de dispositivos sonoros. O autor argumenta que as imagens podem entrar como complemento da imaginação a partir do interesse do ouvinte, mas que se isso acontecer é porque o objeto divulgado pela emissora não atingiu o objetivo. Para o pensador, quase de forma idealista, o rádio seria um "meio de expressão sedutor e excitante que agrega a música, a harmonia, o ritmo, capaz de descrever a realidade por meio do ruído e, é claro, da palavra. In: (ARNHEIM, Rudolf. Estética radiofônica. Barcelona: Editora Gustavo Gili, 1980). 

Diante dos desafios e recursos tecnológicos de captação e edição de som na atualidade e das possibilidades da sonoplastia enquanto comunicação pelo som, argumente sobre as possibilidades de conteúdos radiofônicos utilizando as formas sonoras (música, ruídos e fala). Como a sonoplastia pode garantir uma melhor percepção dos conteúdos noticiosos e de entretenimento de forma que alie sentimentos e emoções e a necessidade do interesse público dos acontecimentos?


Considerando essas informações, redija um texto argumentativo que compare as plataformas de sistemas via satélite às de sistemas via fibra óptica, com vistas a destacar as vantagens e as desvantagens de cada sistema. O texto deve abordar, necessariamente, os seguintes aspectos: 

- capacidade de tráfego de informação; 

- capacidade de cobertura; 

- estado da arte; 

- aplicações típicas. 

10


A partir das informações acima, redija um texto argumentativo identificando os motivos pelos quais os sinais analógicos, nos sistemas que transmitem voz e imagem, vêm sendo substituídos pelos sinais digitais. O texto deve abordar, necessariamente, os seguintes aspectos: 

- robustez de um sinal em face do ruído; 

- possibilidades de novos serviços de telecomunicações; 

- capacidade de transmissão; 

- uso de espectro.