Fazer questões

Questões por página: Imprimir
1
Prova: Câmara dos Deputados
Ano: 2007    Banca: FCC    Cargo: Comunicação Social/ Imprensa Escrita
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Webjornalismo
Os profissionais do webjornalismo entendem que através dos e-mails ou formulários de pesquisa e opinião, o leitor passa a fazer parte do processo jornalístico na internet. É por esse motivo que os sites jornalísticos mantém seções de chat, fórum e opinião permitindo que os textos e os pontos de vista dos internautas sejam veiculados. 

Esse elo entre receptor e codificador é chamado de 
2
Em qualquer meio de comunicação, a função da linguagem jornalística é 
3
Uma notícia será mais completa se conseguir expor os nexos sobre o fato jornalístico. Esses nexos são obtidos, geralmente, por meio de declarações de fontes ou com informações documentais que ofereçam aos leitores as ligações históricas, causais, sociais, estatísticas e culturais a respeito do acontecimento. No meio jornalístico, segundo o Manual da Redação da Folha de S. Paulo, esses nexos são 
4
O gênero de jornalismo que está com o conceito correto, segundo a prática jornalística diária, é: 
5
“Procure dispor as informações do texto em ordem decrescente de importância para que, no caso de qualquer necessidade de corte da matéria, os últimos parágrafos possam ser suprimidos, de preferência”. (Manual de Redação e Estilo, pág. 18). 

Por essa orientação é possível afirmar que o Estado de S. Paulo quer que os seus profissionais dêem preferência à ordenação dos textos segundo o princípio da
O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros, em vigor desde 1987, determina que o profissional de jornalismo 
7
A antinotícia é condenável em qualquer tipo de jornalismo. O Manual de Redação e Estilo de O Estado de S. Paulo dedica considerável espaço para discutir esse assunto. O título que demonstra que a matéria é uma antinotícia é: 
Press-kit é um serviço da área de comunicação de uma instituição pública ou privada, que consiste em 
9
Um título NÃO será aprovado pelo editor caso sua construção apresente um pleonasmo. Apresenta esse vício de linguagem o título: 
10
Em 27 de abril de 2005, a “Veja” publicava, com o título de “O jogador”, a seguinte notícia: “Nagi Nahas − o especulador que explodiu a Bolsa do Rio em 1989 e hoje se dedica a outros negócios − é um apostador nato. No fim de março, perdeu numa noite em Monte-Carlo cerca de 1,5 milhão de Euros no cassino. Isso mesmo, algo como 5 milhões de Reais. Alguns amigos brasileiros foram testemunhas do infortúnio. Audacioso, ele voltou ao pano verde no dia seguinte e recuperou parte dessa dinheirama”. 

Pelo seu teor, essa matéria deve ser classificada como