Fazer questões

Questões por página: Imprimir

No livro de registro de ocorrências do transmissor, devem ser anotadas, entre outras, as interrupções anormais das transmissões.

Os equipamentos retransmissores heteródinos devem dispor de circuitos de controle automático de potência (AGC).

Estações que possuam transmissores redundantes ou instalados em paralelo não estarão obrigadas a dispor de transmissor auxiliar.

Todas as estações de TV devem possuir uma carga artificial com mesma impedância da linha de transmissão e com potência e frequência compatíveis com a do transmissor da estação.

A potência de saída do transmissor, em operação normal, deverá permanecer constante, mesmo quando houver variações de 10% na tensão primária de alimentação.

A atenuação dos produtos de intermodulação, com referência à potência nominal, deve ser superior a 50 dB dentro da faixa de frequência do canal de transmissão.

A relação entre o nível do sinal de vídeo do transmissor, modulado a 100%, e o nível de ruído deverá ser de, no mínimo, 48 dB para todas as faixas de frequência possíveis.

Os aclopadores direcionais são utilizados apenas para monitorar a potência direta de RF emitida pelo transmissor.

O uso do equipamento potenciômetro, acoplado à saída do transmissor, permite a medida da potência de operação do transmissor pelo método direto.

Potência efetiva irradiada (ERP) é a denominação do valor da potência medida na saída do transmissor.