Fazer questões

Questões por página: Imprimir
As razões que justificam a tomada de decisão devem ser tão importantes quanto as que justificam a tomada da não decisão, levando-se em consideração aspectos como poder, influência, autoridade, vantagens, desvantagens e circunstâncias.
Negociação é caracterizado como o processo de buscar a aceitação de ideias, propósitos ou interesses, em que o resultado obtido é equivalente à soma das contribuições individuais.
A tomada de decisões não se limita à política geral da organização; a tarefa decisória e a executiva estão intimamente ligadas e permeiam integralmente a organização.
Satisfação pode ser definida como o nível de sentimento de uma pessoa depois de comparar o desempenho (ou resultado) de um produto com a expectativa que tinha sobre ele antes de adquiri-lo.
Para as empresas, cliente rentável é aquele que gera receita que, embora descontínua, equipara-se ao custo de atração, venda e serviços.
Três mudanças históricas contribuíram para o grande florescimento da comunicação organizacional na década de 80 do século passado: a reabertura política no Brasil; o fim da Guerra Fria e o processo de globalização da economia.
No Brasil, a comunicação organizacional experimentou um acentuado desenvolvimento no período de 1950 a 2000, marcado por distintas características: década de 50 (era do produto); década de 60 (era da imagem); décadas de 70 e 80 (era da estratégia); década de 90 (década da globalização).
Um dos fatores que contribuíram para a implantação precoce das relações públicas e do jornalismo empresarial no Brasil foi a imediata ressonância no país da revolução industrial europeia, que provocou a necessidade de lançamento de apelos promocionais.
O desenvolvimento das publicações empresariais, com a superação do amadorismo pelo profissionalismo e com a passagem do jornalismo empresarial para a comunicação empresarial, representou um salto qualitativo não só dos produtos editoriais e gráficos, mas da sua importância para as estratégias de comunicação dirigida e de comunicação institucional, especialmente na década de 80 do século XX.
A consolidação do campo das relações públicas no Brasil trouxe como consequência exata a delimitação conceitual, profissional e científica de cada uma das funções, atribuições e atividades desse campo, quais sejam: comunicação social, comunicação corporativa e comunicação empresarial.