Fazer questões

Questões por página: Imprimir

O planejamento estratégico de comunicação organizacional de uma empresa não deve limitar-se ao departamento de comunicação. Na realidade devem ser considerados o planejamento global da instituição, sua missão, visão e valores. É necessário considerar ainda as influências dos ambientes, tanto interno como externo, os concorrentes e os públicos de interesse da instituição (os stakeholders), com suas demandas. Toda organização encontra-se em um contexto específico, em uma dada sociedade ou comunidade, devendo agir com responsabilidade social. Esse entendimento é fundamental para a elaboração dos planejamentos estratégicos.

Margarida Kunsch. Planejamento Estratégico de Comunicação. In: Margarida Kunsch. Gestão Estratégica de Comunicação Organizacional e Relações Públicas. 2a ed. Editora Difusão, 2009, p. 107 (com adaptações).

_________________________________________________________

Considerando que o fragmento de texto apresentado tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

Ao elaborar seu texto, faça, necessariamente, o que se pede a seguir.

Explicite a relação entre planejamento de comunicação e planejamento global da instituição. [valor: 2,00 pontos]

Mencione as forças ambientais externas e internas que influenciam as organizações e explique a técnica de análise SWOT. [valor: 3,00 pontos]

Caracterize os públicos de interesse de uma organização. [valor: 2,00 pontos]

Descreva as etapas de um planejamento integrado de comunicação organizacional e explique a necessidade de ações de responsabilidade social e ambiental no planejamento. [valor: 2,50 pontos] 

Em sessões comemorativas ou em homenagens, a disposição dos arranjos de flores não pode prejudicar a visibilidade das armas da república, dispostas na parte central da mesa. 

É obrigatória a execução do hino nacional na abertura de sessões cívicas, nas cerimônias religiosas a que se associe sentido patriótico, no início e no encerramento das transmissões diárias das emissoras de rádio e televisão e em ocasiões festivas de regozijo público. 

Nos casos de simples execução instrumental do hino nacional, a música deve ser tocada integralmente, mas sem repetição; já nos casos de execução vocal, devem ser cantadas as duas partes do poema. 

O Ministério da Educação é o órgão responsável pela edição oficial das partituras do Hino Nacional, bem como da gravação de sua execução instrumental e vocal e de sua letra declamada, ao M EC competindo esclarecimentos correlatos. 

Nas cerimônias em que se deva executar hino nacional estrangeiro, este deve, por cortesia, preceder o hino nacional brasileiro. 

As bandeiras em mau estado de conservação que forem substituídas por exemplares novos deverão ser incineradas, sem a observância de qualquer forma pública ou particular de decoro. 

Não constitui manifestação de desrespeito à bandeira nacional apresentá-la em mau estado de conservação ou eventualmente com alterações de forma, cores, proporções e dístico, desde que tais ações sejam publicamente justificadas. 

Nas cerimônias de hasteamento ou arriamento, nas ocasiões em que a bandeira se apresentar em marcha ou cortejo, assim como durante a execução do hino nacional, todos os presentes devem tomar atitude de respeito, de pé e em silêncio. Os civis de sexo masculino devem estar com a cabeça descoberta e os militares em continência. 

Os estabelecimentos de ensino fundamental e médio, públicos ou particulares, devem ofertar o ensino do desenho e do significado da bandeira nacional, bem como do canto e da interpretação da letra do hino nacional.