Fazer questões

Foram encontradas 242 questões

Questões por página: Imprimir
As teorias construcionistas desenvolvem-se como continuidade e aperfeiçoamento da chamada teoria do espelho.
232

Os critérios de noticiabilidade permitem ao jornalista exercer seu poder de gatekeeper, ao escolher os fatos que vão transformar-se em notícia.

233

O valor da notícia não está no texto que é publicado, mas no sentido que desperta no leitor.

234
Segundo a abordagem do newsmaking, a produção de notícias não sofre influência dos fatores organizacionais, institucionais e profissionais.
235
Prova: Superior Tribunal Federal
Ano: 2013    Banca: CESPE    Cargo: Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

O agendamento midiático, nos moldes da denominada agenda setting, é um sistema de relevância por demais autônomo para levar em conta tentativas de coagendamento por parte de atores externos às redações.

236
Prova: Agência Brasileira de Inteligência
Ano: 2010    Banca: CESPE    Cargo: Jornalismo
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

Um pressuposto da teoria construcionista do jornalismo é que o sentido de realidade advém da percepção de mundo proposta pelos meios de comunicação.

237
Prova: Agência Brasileira de Inteligência
Ano: 2010    Banca: CESPE    Cargo: Jornalismo
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

O gatekeeper confere ao profissional do jornalismo grande poder dentro da sociologia dos emissores, pois cabe a ele decidir quais assuntos serão publicados, operando assim como um filtro a partir de valores/notícia acordados.

238
Prova: Agência Brasileira de Inteligência
Ano: 2010    Banca: CESPE    Cargo: Jornalismo
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

A teoria do espelho na produção jornalística é considerada ingênua por não levar em conta as mediações culturais envolvidas no processo. 

239
Prova: Agência Brasileira de Inteligência
Ano: 2010    Banca: CESPE    Cargo: Jornalismo
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

Um argumento que pode ser arrolado em defesa da teoria construcionista é que o jornalismo é fruto de uma empreitada constrangida por fatores organizacionais — interesses da empresa, limitações orçamentárias e modus operandi da mídia em questão, por exemplo.

240
Prova: Agência Brasileira de Inteligência
Ano: 2010    Banca: CESPE    Cargo: Jornalismo
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

Para a perspectiva construcionista, a linguagem é clara e, portanto, capaz de dar, a partir de sua neutralidade, relatos objetivos sobre os acontecimentos.