Fazer questões

Questões por página: Imprimir
71

O termo indústria cultural foi proposto pelos pensadores da Escola de Frankfurt, em contraposição ao conceito de cultura de massa formulado pelos intelectuais americanos (communication research). Essa distinção conceitual marca o início da tão propalada dicotomia teórica entre apocalípticos e integrados. A distinção fundamental está na concepção ideológica de cada um dos conceitos. Para os apocalípticos, o termo cultura de massas não traduzia a complexidade do sistema da indústria cultural, além de ser falacioso, pois pressupunha que se tratava de um sistema de cultura democrática, de todos para todos. O termo indústria cultural traduziria, portanto, a idéia de que se trata de uma cultura em que há produtores e consumidores, em uma relação tipicamente comercial.

72

Os estudos culturais podem ser considerados, atualmente, sem relevância para o estudo teórico da comunicação no Brasil, uma vez que tal corrente de estudos é considerada ultrapassada por se basear no pressuposto marxista da análise cultural, no qual a infra-estrutura (sistema econômico) condiciona a esfera da superestrutura (sistema cultural). Em outras palavras, os estudos culturais teriam perdido sua relevância por terem se tornado leituras econômicas da comunicação e da cultura.

73
Prova: Ministério da Educação
Ano: 2003    Banca: CESPE    Cargo: Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

O estudo dos emissores, na perspectiva do newsmaking, considera que, no atual contexto de produção de informações, é necessário que seja ampliada a visão convencional do conceito de emissor. Assim, é correto afirmar que, além da imprensa, do rádio e da TV, as agências de notícias, as fontes institucionais de informação e as assessorias de imprensa e comunicação são consideradas emissores.

74
Prova: Ministério da Educação
Ano: 2003    Banca: CESPE    Cargo: Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

As fontes jornalísticas recebem um enfoque de grande relevância nas novas tendências da pesquisa acerca de comunicação, pois, segundo essa perspectiva, as fontes são mais importantes para o processo de produção de notícias que os próprios jornalistas, uma vez que são as fontes que oferecem a matéria-prima da notícia. Além disso, os jornalistas de renome constroem sua carreira em função da rede de relações com suas fontes.

75
Prova: Ministério da Educação
Ano: 2003    Banca: CESPE    Cargo: Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Teorias do Jornalismo

A tematização é considerada um dos principais mecanismos da agenda-setting, pois consiste em colocar em relevo determinados temas da pauta jornalística, atribuindo-lhes maior relevância, além de prolongar sua permanência na discussão pública. Como exemplos de tematização podem-se citar: editoriais, comentários jornalísticos, entrevistas, debates, crônicas, charges e caricaturas.