Fazer questões

Questões por página: Imprimir

Um único satélite de telecomunicações em órbita geoestacionária possibilita a transmissão para todo o planeta de um megaevento como a Copa do Mundo de futebol.

A primeira transmissão televisiva de alcance global foi a do pouso da nave espacial Apolo 11 na Lua.

O primeiro satélite artificial a orbitar experimentalmente a Terra, o Sputnik, em 1957, pesava uma tonelada, permaneceu em órbita por seis meses e por meio dele foram transmitidas conversas telefônicas.

As telecomunicações globais estão de tal forma integradas que já há recursos tecnológicos para que um repórter envie, de qualquer parte do planeta, para a sua redação, matéria por meio da Internet via satélite com cobertura mundial.

As primeiras correntes teóricas da comunicação, entre as quais se inclui a teoria hipodérmica, objetivavam a identificação de evidências de que os meios de comunicação de massa são instituições todo-poderosas das quais o cidadão é refém.

O surgimento do conceito de comunidade virtual está associado à convicção de alguns pesquisadores de que a Internet mudou a maneira como as pessoas se informam e formam a sua opinião, sendo considerada fundamental para a sustentação de tal hipótese a mudança ocorrida nos fluxos da comunicação, que, no passado, era de poucos para muitos (few to many) e, na atualidade, é de muitos para muitos (many to many).

Produtos da teoria da responsabilidade social, os meios de assegurar a responsabilidade social, entre os quais se incluem os conselhos, as ouvidorias e os observatórios, surgiram como propostas de regulação, corregulação e autorregulação, com ou sem a participação do Estado.

A teoria libertária e a teoria da responsabilidade social são correntes teóricas antagônicas, que defendem, respectivamente, o liberalismo de mercado e a regulação dos meios de comunicação de massa pelo Estado.

Após décadas de ceticismo com relação à mídia, os herdeiros da teoria crítica da Escola de Frankfurt passaram a admitir a existência de uma correlação saudável entre mídia plural e democracia

A existência do Conselho Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária e a de seu Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária representam uma iniciativa brasileira coerente com a concepção de que, no campo midiático, é necessária a atuação de meios que assegurem a responsabilidade social, sem a interferência do Estado.