Fazer questões

Foram encontradas 67 questões

Questões por página: Imprimir

Por ser a comunicação interna uma área que desenvolve atividade meio, que oferece instrumentos e presta serviço às demais áreas da organização, não é possível avaliar suas ações por meio de pesquisas e indicadores quantitativos, dada a interdependência entre suas ações e as de outras áreas usuárias de suas ferramentas.

Sendo a área de comunicação interna responsável por propiciar veículos e ferramentas que facilitem o diálogo entre todas as áreas da organização para o cumprimento de suas finalidades estratégicas, é necessário integrar planejamento e política de comunicação, bem como envolver nesse processo as demais áreas de comunicação da organização.

Em virtude da redução de custos das mensagens digitais frente às mídias físicas tradicionais, é estratégico que as organizações planejem a migração completa de sua comunicação para o medium Internet no menor prazo possível, sob pena de perderem competitividade para a concorrência e deixarem de atender a públicos (internos e externos) que priorizam esse meio por sua rapidez e facilidade de acesso.

54
Prova: Agência Nacional de Telecomunicações
Ano: 2014    Banca: CESPE    Cargo: Comunicação Social
Disciplina: Jornalismo
Assunto: Webjornalismo

Entre as características-chave da comunicação digital, destacam-se a hipertextualidade, a multimidialidade e a interatividade, que ampliam o poder da comunicação no tempo e no espaço, embora demandem investimento maior de tempo e de recursos na produção da mensagem e na manutenção do diálogo com os públicos atendidos.

A empresa que desenvolve ações sociais paralelamente com suas atividades comerciais deve demonstrar um compromisso com a sociedade que vai além do econômico-monetário, sob pena de ser classificada como oportunista. Para obter retorno positivo para sua imagem, é recomendável que a empresa associe, de forma integrada e transparente, ações de comunicação, inclusive publicitárias, às atividades sociais.

Assumir compromissos sociais diretos com a comunidade que cerca uma instituição deve ser prioridade apenas para empresas não comerciais. Para empresas comerciais, a opção mais adequada de Marketing Social é o estabelecimento de parcerias ou alianças com ONGs.

Além da utilidade direta no monitoramento do grau de satisfação do cidadão com os serviços avaliados, as pesquisas de satisfação também permitem comparações entre as concessionárias e reforçam a necessidade de essas empresas prestarem contas do serviço público sob sua responsabilidade.

As pesquisas de satisfação, embora úteis na composição de um quadro sobre a imagem de uma instituição, órgão ou concessionária, não apresentam dados específicos de percepção acerca da imagem da administração, importantes para compor um plano estratégico de comunicação.

O desenvolvimento do plano de marketing da empresa pode ser definido com base em pesquisas periódicas de opinião realizadas com públicos estratégicos, com vistas a determinar a distância entre a imagem real e a almejada.

O marketing institucional não tem caráter estratégico para empresas sem fins lucrativos e cujo compromisso principal seja a responsabilidade social, pois elas não dependem da venda de produtos e devem priorizar suas atividades sociais e comunitárias.