Fazer questões

Questões por página: Imprimir
A respeito da atuação dos lobistas, conforme Paulo Nassar e Rubens Figueiredo em O que é comunicação empresarial, é correto afirmar:

  1. É legítimo empresas, instituições ou pessoas pressionarem aqueles que fazem nossas leis ou as executam.

  2. Não é ético, nem legal, oferecer ou dar e receber propinas para obter favorecimentos.

  3. Se a pressão é legítima, não há necessidade de divulgar para a sociedade que um lobby está sendo realizado.

  4. O chamado lobby escuso se materializa em pagamentos de viagens e contas de restaurantes, além de outros presentes dado àqueles que são pressionados.

Está correto o que se afirma APENAS em

O merchandising pode ser definido como a ação feita no ponto de venda com o intuito de
Os eventos, sejam eles empresariais, culturais ou esportivos, requerem por parte da assessoria de comunicação um cuidado especial com a utilização de certos instrumentos como press kit, releases e boletins. O envio do último deles, segundo a Abracom (Associação Brasileira das Agências de Comunicação), deve
Em uma instituição, a comunicação exerce um papel fundamental no gerenciamento de situações de crise que podem trazer problemas não só para a instituição como também atingir terceiros ou a coletividade. Nesses casos, a empresa ou instituição envolvida, juntamente com sua assessoria de comunicação, devem atuar para dar as respos- tas impostas pela situação. Entre as possíveis causas de situações de crise descritas acima, NÃO se inclui
A elaboração de boas pautas garante o sucesso de uma publicação. Nos jornais diários elas são marcadas pelos acontecimentos cotidianos que despertam o interesse dos seus leitores, que acompanham os desdobramentos dos fatos que as geraram. Já no caso das revistas, como a periodicidade é diferente, influencia diretamente a forma como é tratada a pauta, que deve buscar um enfoque que ainda não foi dado pelos outros veículos, principalmente os diários. 

Dessa forma, a pauta da revista deve
O house-organ é uma das publicações internas das em- presas ou instituições. Segundo Gaudêncio Torquato:

A publicação interna é o único veículo de comunicação que traz mensagens cujas fontes podem ser os próprios funcionários. Mensagens que interessam também às famí- lias. Lendo a publicação, o trabalhador pode formar um estado psicológico favorável ao bom desempenho de suas atividades operacionais. E a empresa tem em mãos um instrumento para estímulo funcional, transformando-o no porta-voz de benefícios, promoções, serviços sociais e no melhor meio para o estreitamento das relações humanas.

(Tratado de comunicação organizacional e política. São Paulo: Pioneira Thomson Learning)

Segundo Torquato, a publicação interna deve aproveitar diferentes conteúdos e vários tipos de matérias. Aquelas que tratam de regulamentos, normas, avisos, portarias são consideradas matérias

O instrumento utilizado pelas assessorias de comunicação, direcionado para o jornalista e não para o veículo, que traz, geralmente, as formas de contato com uma fonte, é chamado de
Uma entrevista coletiva atrai repórteres de jornais, revistas, rádios, tevês e internet. Sobre o tratamento dispensado aos profissionais dos vários veículos é correto afirmar que, embora ele tenha de ser igualitário,
O media training é um instrumento utilizado para o preparo dos assessorados no seu trato e relacionamento com a imprensa de modo geral, sendo fundamental essa forma- ção principalmente nos momentos de gerenciamento de crises. Indica-se que ele seja feito assim que se inicia um novo trabalho de assessoria de comunicação. O media training deve ser feito
As redações dos veículos recebem diariamente centenas de sugestões de pautas de inúmeras assessorias de comunicação. Para certificar-se de que o material enviado foi recebido pelo pauteiro, o instrumento da comunicação organizacional que deve ser utilizado é o