D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "Produção Gráfica"

Planografia

Nos sistemas planográficos, a matriz é plana. O princípio básico do sistema planográfico é a incompatibilidade reciproca entre água e substâncias gordurosas, de modo que as zonas impressoras sobre a fôrma atraem a tinta gordurosa e repelem a água e as zonas não impressoras fazem o contrário.É através de fenômenos físico-químicos de repulsão e atração que os elementos utilizados (tinta e água) se alojam nas áreas gravadas para sua reprodução no suporte. Por isso que a matriz é plana. Dois exemplos desse tipo de impressão são o offset e a litografia.

Papel-da-Índia

Papel-da-Índia - ou bíblia - é opaco, extremamente fino e resistente, utilizado em bíblias e obras muito grandes para diminuir o volume. Fabricado com celulose branqueada com a adição de carga mineral adequada para dar elevada opacidade, alisado, gramatura geralmente não excedendo 45 g/m2. É utilizado na confecção de bíblias e similares, comercializado na revenda e diretamente para as gráficas e editoras.

Bouffant

Usado principalmente para impressão de livros em tipografia, e para serviços de mimeografia. É comercializado pela revenda e diretamente às gráficas e editoras, principalmente nos formatos 87x114 cm., 66x96 cm., 76x112 cm., e 67x90 cm., de 63 a 110 g/m2. É fabricado com celulose branqueada e elevada carga mineral, geralmente ao redor de 20% de cinzas, absorvente e bem encorpado, normalmente pouco alisado. 

Pergaminho Vegetal

É um papel de fibras puras e grande resistência. Possui alta resistência a tração e a temperatura.. Possui aparência de nuvem apergaminada não ressecada, translúcido, Ph Neutro, grande versatilidade, ótimo para confecção de capa de volumes, certificados e diplomas, cartões de visita, menus, calendários, catálogos, edições de prestígio, etiquetas de moda, jóias e perfumaria, embalagens de luxo e produtos de artesanato e decoração, e muito usado na produção de embalagens para proteção de substâncias gordurosas, devido a sua baixa permeabilidade.

Cartão Bristol

É o cartão de fabricado normalmente pela colagem de duas folhas de papel monolúcido. Muito comum em cartão de visitas e convites. É chamado também genericamente de cartão branco, ou cartolina branca. Fabricado em menor escala com uma folha só super-calandrada, sendo neste caso, menos rígido, menos encorpado e por isso, menos reputado. Comercializado nos formatos 55 x 73, 50 x 65 e 56 x 76 cm, nos pesos 180, 240, 290 e 340 g/m2. 

Janela de Conteúdo

"abertura deixada pelo diagramador na composição, dr forma a torná-la mais arejada. Nessas janelas são inseridos intertítulos ou frases extraídas da matéria, compostas em corpo maior". Rabaça e Barbosa

Processos de Impressão

Os processos de impressão são definidos basicamente, pela forma como ocorre a transferência dos elementos gráficos para o papel (base). Eles podem ser diretos ou indiretos:

  • Diretos: a transferência ocorre diretamente entre a matriz e o substrato e podemos destacar os sistemas de flexografia, rotogravura e serigrafia.
  • Indiretos: há a utilização de intermediários para a transferência, como no caso das impressões em offset, através das chapas.

Rotogravura

Impressão é direta pois não existe intermédio entre o papel e a imagem gravada no cilindro. Possui alta velocidade de impressão, possibilita frente verso e imprime todas as cores em apenas uma passagem. Karl Klic é considerado pai da Rotogravura. É dele o primeiro projeto (1860) de um equipamento rotativo de impressão a utilizar deste tipo de processo. Nesse processo, a impressão aplica quantidade de tintas em diferentes partes do impresso. Isso é possível graças à gravação de células em um cilindro revestido com cobre e cromo. 

Produtor Gráfico

Elabora orçamentos em produção gráfica, PDV (ponto de venda), produção de eventos e mídia. Realiza orçamentos, contrata fornecedores e viabiliza projetos com foco em excelência na relação custo x benefício. Monitora a produção gráfica e instalação dos projetos. Confere pré-impressão, impressão e pós-impressão. O serviço do produtor gráfico, em uma agência, começa na criação das peças a serem impressas, uma vez que é esse profissional que avalia a viabilidade de impressão, expectativas dos clientes, aproveitamento de papéis e insumos, formatos, tipos de impressão, tipos de acabamentos etc.

Folder

Palavra em inglês que significa folheto, brochura, flyer ou pasta. É um documento escrito que tem uma dobra (fold em inglês) e tem o objetivo de apresentar informações. Também designa uma pasta onde é possível guardar documentos (sentido que é também utilizado na informática).

Todos os direitos reservados (C) 2015 Comuniqueiro