D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

Grade de Programação

Em rádio e TV, a programação em si mesma, classificada como tal. Esquema dos programas contendo horários e títulos, e indicando músicas, textos a serem irradiados. Esquema da programação diária, semanal ou mensal de uma emissora de rádio ou TV. 

Closed caption

Também conhecida pela sigla CC ou legenda oculta, é um sistema de transmissão de legendas via sinal de televisão. Podem ser reproduzidas por um televisor que possua função para tal, e visa permitir que os deficientes auditivos possam acompanhar os programas transmitidos. As legendas ficam ocultas até que o usuário do aparelho acione a função na televisão através de um menu ou de uma tecla específica. A legenda oculta descreve além das falas dos atores ou apresentadores qualquer outro som presente na cena: palmas, passos, trovões, música, risos etc. As duas formas mais comuns de produção de legendas ocultas, ao vivo, são o por estenotipia informatizada e o de reconhecimento de fala.

TV Digital

A televisão digital (DTV) refere-se ao conjunto de tecnologias de transmissão e recepção de imagem e som, por meio de sinais digitais. Enquanto a televisão tradicional codifica os dados de maneira analógica, a televisão digital codifica os seus sinais de forma binária. 

Mochilink

O Mochilink transmite conteúdo ao vivo, com extrema qualidade, em eventos especiais/ao vivo. Prático, leve e de fácil utilização, o Mochilink utiliza redes 3G/4G, Wi-fi, Wi-Max e satélites para a transmissão do sinal. O mochilink revolucionou o telejornalismo ao vivo das principais emissoras pela sua agilidade e simplicidade.

Pós-Produção

Em televisão, é o processo no qual se faz a edição e a sonorização dos produtor previamente gravados (inclusive os efeitos especiais), para serem exibidos.

Canal Cidadania

Canal da Cidadania é um canal de televisão digital aberta presente em todos os municípios do Brasil. Utilizando o recurso da “multiprogramação”, possibilitada pela digitalização da TV aberta, serão transmitidos quatro “faixas de conteúdo”: a primeira sob responsabilidade das prefeituras, a segunda a ser gerida pelos estados e as outras duas, por associações comunitárias, responsáveis por programação local.

People meter

Dispositivo que permite medir passivamente a audiência dos canais de TV ou rádio. Um codificador de áudio ou vídeo é instalado na emissora ou na rede cabo, e emite um sinal especial dentro do sinal de vídeo e áudio da emissora. Na casa do espectador outro dispositivo é instalado que envia de uma série de informações, tais como: Frequência do canal, hora em que foi sintonizado/dessintonizado, hora em que a TV foi desligada, entre outros. 

Editor-Chefe

Jornalista responsável pelo conteúdo de cada edição do telejornal. Ele determina o os temas que serão abordados, de acordo com a linha editorial. Escolhe as matérias em vão entrar e suas posições no “espelho” (roteiro do telejornal). coordenando todas as etapas da produção e edição e segue as orientações jornalísticas do editor ou dono da editora. Subordinado ao chefe de redação; Responde pelo jornal, deixa impresso a sua personalidade na produção do telejornal.


Produtor de TV

O Produtor de Televisão tem como sua função principal controlar todos os aspectos da produção de um programa de televisão, desde o desenvolvimento de sua ideia original e da contratação do elenco até a supervisão das filmagens e a checagem dos fatos. Ele organiza todo trabalho prévio para a realização do telejornal. É responsável direto pela qualidade do programa e pela sua duração no ar, com maior ou menor intensidade. Auxiliam na produção das pautas e/ou reportagens na rua, como marcação e captação de entrevistas, levantamento de fontes e informações. Subordinado ao chefe de reportagem.

Reportagem Radiofônica: Simultânea e Diferida

Em uma programação de radiojornalismo os diversos graus de vivo se entremeiam e se alternam. Pode-se ter uma reportagem diferida (vivo em segundo grau) sendo chamada por um locutor de estúdio sem texto previamente escrito (vivo em terceiro grau), ou um locutor lendo um texto previamente escrito (vivo em segundo grau) chamando uma reportagem simultânea (vivo em quarto grau).

Todos os direitos reservados (C) 2015 Comuniqueiro