D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "Produção Gráfica"

Cálculo de Texto

O cálculo de texto é uma importante ferramenta na diagramação. Se apresenta em duas formas: 1. Cálculo de texto para espaço determinado; 2. Cálculo de texto para espaço a determinar.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Capitular

Capitular é uma letra de corpo bem superior ao do restante da composição e é normalmente empregada na abertura de um texto ou para marcar o início de cada capítulo de um livro.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Cartão Bristol

É o cartão de fabricado normalmente pela colagem de duas folhas de papel monolúcido. Muito comum em cartão de visitas e convites. É chamado também genericamente de cartão branco, ou cartolina branca. Fabricado em menor escala com uma folha só super-calandrada, sendo neste caso, menos rígido, menos encorpado e por isso, menos reputado. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Cartola

O mesmo que retranca ou chapéu. Uma ou mais palavras usadas para definir o assunto da matéria. É usada sobre o título do texto.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Centro Óptico

O centro óptico fica um pouco acima do centro geométrico da página. Para definir o centro óptico de uma página de jornal, trace as duas diagonais do desenho da página. Dessa maneira determina-se o centro geométrico da página. A partir deste centro, trace a horizontal e a vertical que dividem em duas partes iguais a página. Agora, isolando a parte superior, trace as duas diagonais desta metade.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Chapa

Material metálico como matriz usado para imprimir o jornal. É coberto por uma película fotossensível queimada com a ajuda de um fotolito, revelada e instalada nas rotativas. Sobre ela se aplica tinta para a impressão. Usa-se uma chapa para cada uma das cores básica – Cyan, Magenta, Amarelo e Preto.  

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Circulação

Segundo Rabaça e Barbosa, é o total de exemplares efetivamente distribuídos de cada edição de determinado periódico (jornal, revista) ou de qualquer publicação. Diferença aritmética entre tiragem e o encalhe de uma edição.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Circulação Fracionada

Segundo Rabaça e Barbosa, é a veiculação de anúncios em apenas determinado número de exemplares de uma edição de jornal e revista. Utiliza-se como teste de anúncio, ou quando o anunciante tem interesse em atingir apenas determinadas regiões cobertas pelo veículo.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Clichê

É a matriz da tipografia. É sinônimo de edição. Para imprimir cada página de jornal era usado um clichê (placa de metal com relevo) onde eram dispostos os tipos metálicos manualmente, formando frases e colunas, como se fosse um carimbo. Hoje, é comum fazer um segundo ou terceiro clichê para atualizar a edição com matérias importantes que surgiram depois do fechamento do jornal. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

CMYK

Padrão utilizado para imagens digitais destinadas à impressão. Trata das cores subtrativas: Cian, Magenta, Amarelo, e o Preto. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)