D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "radiojornalismo"

Características do Rádio

"O rádio, pelas suas características: adentramento, intimidade (fala ao indivíduo), regionalismo, imediatismo, mobilidade, acessibilidade, custo barato, função social e comunitária, continua sendo um poderoso meio de comunicação de massa". (BARBOSA FILHO)  

Possui ainda como características básicas: o uso apenas da linguagem oral, a penetração, sua mobilidade – tanto de emissor quanto de receptor, o baixo custo de produção, seu imediatismo, instantaneidade e autonomia, mas, principalmente, sua sensorialidade. 

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Chefe de Reportagem

1. Subordinado ao editor-chefe, é o profissional que coordena, orienta e supervisiona o andamento das pautas, e determina o que os repórteres devem fazer. O cargo vem sendo substituído nas redações pelo de editor-assistente, que é responsável pela produção das reportagens.

2. No radialismo organiza e orienta trabalho dos repórteres, ordenando de modo dinâmico e racional a base do processo de produção radiojornalística.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Coloquial

Estilo de texto utilizado em telejornalismo e radiojornalismo. Linguagem utilizada no cotidiano em que não exige a atenção total da gramática, para que haja mais fluidez na comunicação oral.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Edição de Radiojornalismo

Seleção, manipulação e corte de trechos da sonora para que ela seja transmitida.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Escuta (rádio-escuta)

É o jornalista, subordinado ao chefe de reportagem, levanta informações por meio do monitoramento do noticiário de emissoras de rádio e TV, concorrentes e locais, nacionais e internacionais. Atua em plantões sucessivos, dia e noite. Costuma manter uma faixa de rádio ligada à polícia local e também liga para fontes em busca de novas notícias. O profissional que observa o noticiário de tv é chamado de tvescuta. O rádio-escuta pode atuar como repórter.

Na assessoria de comunicação é conhecido como Escuta, e é exclusivamente dedicado ao acompanhamento dos noticiários de rádio e televisão, para captar informações divulgadas a respeito do assessorado ou outros dados que possam interessar a ele.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Estourar

Passar do tempo pré determinado para a duração do telejornal ou radiojornal. Diz-se Estourar o Som quando o áudio está acima do nível normal.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Flash

1. (newsflash) O mesmo que boletim, nota breve. É uma notícia curta que antecipa um fato (ou fala sobre algo que aconteceu recentemente), o primeiro anúncio de um acontecimento importante, difundido em rádio, TV ou internet. Pode ser também o resumo da notícia gravada pelo repórter de rua. Tipo de lide sumário, comum na redação de rádio. Mensagem importante transmitida com brevidade, frequentemente em caráter de urgência.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Fundo

Música de fundo de matérias. É sinônimo de background, ou BG.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Identificação

No rádio, trata dos dados da empresa, com o nome da emissora, número da frequência e prefixo que são gravados pela voz padrão.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Manchetado

Texto Manchetado (Manchetar) - A forma manchetada de noticiário mais usada nos radiojornais. É considerado um aprimoramento dos radiojornais dos anos 40, em que trechos de uma mesma notícia eram lidos por diversos locutores. O texto de matéria editada para os jornais falados deve ser manchetado, começando sempre pelo lide. Deve-se redigir as notícias em frases curtas, sintéticas, duas a duas, para serem lidas, cada uma por um locutor, alternadamente. A apresentação é feita por dois ou três locutores, em geral com um fundo musical marcando o ritmo da leitura. O texto manchetado permite o uso de recursos interpretativos. Presente no boletim, quando o situa o feto em um quadro amplo, e em programas de entrevistas e debates.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)