D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

Coleta Eletrônica de Notícias

Na radiodifusão, a cobertura de acontecimentos fora do estúdio através do uso de caminhões equipados com antenas de satélite, provendo cobertura ao vivo ou gravada.

Composto de Marketing

Conjunto de pontos de interesse para os quais as organizações devem estar atentas se desejam perseguir seus objetivos de marketing. O composto é dividido em 4 seções frequentemente chamadas dos "quatro pês". Elas são: Produto, Preço, Praça (ponto de venda/distribuição) e Promoção. O Mix de Marketing se divide em 4 Ps, que são formas de influências sobre os canais de comercialização e dos consumidores finais, que correspondem aos 4 Cs do cliente.

Colunista

O responsável pela coluna.

Composição de Mídia

Variação de alta tecnologia do desktop publishing, que incorpora recursos de som e vídeo na aplicação de tecnologias de ponta a usos da mídia.

DAT

Digital Audio Tape (Gravador Digital de Sons). É um aparelho que permite gravações de alta qualidade em fitas digitais inseridas em pequenas caixas de plástico, semelhante aos cassetes.

DAVE

Sigla em inglês do Editor Digital Visual de Sons. Um gravador e editor de sons digital e portátil.

Decupagem

Processo de registro da ordem e da duração das diversas sequências de uma reportagem gravada, com anotação de frases capazes de identificá-las posteriormente, para fins de edição. Para isso, assiste-se  a fita inteira e se marca no papel a minutagem, quais os minutos com melhores cenas. Serve para o editor achar com maior facilidade e rapidez as imagens e sons na hora da editação.

Comunicação Descendente

A comunicação descendente liga-se ao processo de informações da cúpula diretiva da organização para os subordinados, isto é, a comunicação de cima para baixo, traduzindo a filosofia, as normas e as diretrizes dessa mesma organização.

Comunicação Dirigida

Conjunto de mensagens transmitidas pela instituição a públicos específicos, como por exemplo, público interno ou determinado segmento do público externo. As comunicações dirigidas buscam o estabelecimento da comunicação limitada, orientada e frequente com um selecionado número de pessoas homogêneas e conhecidas.

Comunicação Integrada

A comunicação integrada está presente na maioria das organizações modernas. É caracterizada como a utilização de um conjunto de comunicações (interna, administrativa, mercadológica e Institucional) utilizada de forma conjugada. Os grupos da área de comunicação - agência de propaganda, assessorias de Relações Públicas e de Imprensa - formam departamentos especializados, que posteriormente juntam seus respectivos trabalhos com o intuito de desenvolver a comunicação integrada. Visa Agregar valor à sua marca ou de consolidar a sua imagem junto a públicos específicos ou à sociedade como um todo para a integração de suas atividades de comunicação, em função do fortalecimento de seu conceito institucional, mercadológico e corporativo junto a todos os seus públicos.