D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

Jornalismo Cívico

Jornalismo Cívico, ou Jornalismo Público, o movimento que busca inserir o jornalista e sua audiência, os leitores, nos processos políticos e sociais, em detrimento da condição de meros espectadores dos fatos. Jornalismo Cívicoou Público (civic journalism) é um movimento de renovação criado em 1990 pelo jornalista norte-americano David MerritA intenção do jornalismo cívico é o engajamento político do jornalista e seus públicos nos processos políticos e sociaisretirando o jornalista de sua posição de mero espectador e anunciante das injustiças no mundo.

Jornalismo Cidadão

Jornalismo

Jornalismo Cidadão, ou Jornalismo Colaborativo, Jornalismo Open Source ou ainda Jornalismo Participativo é uma idéia de jornalismo na qual o conteúdo (texto + imagem + som + vídeo) é produzido por cidadãos sem formação jornalística, em colaboração com jornalistas profissionais. Esta prática se caracteriza pela maior liberdade na produção e veiculação de notícias, já que não exige formação específica em jornalismo para os indivíduos que a executam. 

Jornalismo Comunitário

Chama-se jornalismo comunitário a especialização da profissão jornalística nos fatos que ocorrem dentro de uma comunidade ou que sejam de interesse para os moradores desta. Também se define como o jornalismo praticado por membros de uma comunidade — como, por exemplo, no caso de jornais e rádios produzidos por moradores de uma favela.

Jornalismo de Serviço

Explora temas que tenham utilidade concreta e imediata para a vida do leitor. O jornalismo de serviço torna o jornal um artigo de primeira necessidade e garante seu lugar no mercado.

Jornalismo Especializado

A função do jornal impresso mudou com o crescimento dos meios eletrônicos de comunicação (rádio, TV). O leitor busca no jornal impresso, abordagens mais profundas e informações mais sofisticadas, o que requer do jornalista domínio cada vez maior dos assuntos sobre os quais escreve. Só assim o jornalista pode tornar a informação técnica acessível ao leitor comum.

Jornalismo Doutrinário

Tipo de jornalismo usado para pregação de um sistema religioso, político, filosófico, científico etc. Jornalismo de pregação, catequese e doutrinamento.

JPEG

Joint Photographic Experts Group (ou JPG) Utilizado para a compressão de imagens estáticas. Bastante utilizado para imagens na internet pois o tamanho de arquivo pode ser reduzido sem perdas de qualidade na tela do computador. É um método comum usado para comprimir imagens fotográficas. O grau de redução pode ser ajustado, o que permite a escolha do tamanho de armazenamento e a qualidade da imagem. 

Latência

É uma avaliação do estado de ‘hibernação’ da opinião pública em oposição a ‘ativação’. Um fenômeno de opinião pública latente é aquele que existe um potencial para uma manifestação, mas ainda não ouve explicitação da opinião, ou seja, ainda não se tornou pública. A latência é uma propriedade muito difícil de ser identificada e geralmente é ativada quando um elemento novo e polêmico entra na discussão pública.

Lide Composto

O lide composto é aquele em que se apresentam vários fatos importantes, iniciando a notícia. Utiliza-se eventualmente na cobertura – em geral, continuações (ou suítes) de eventos em que há várias informações de destaque, mais ou menos equivalentes e que devem ser condensadas em uma única matéria de jornalismo impresso diário.

Lide

Também conhecido com Lead, Cabeça ou Abertura da matéria. São características do lide: objetividade, clareza, concisão e precisão. É o primeiro parágrafo de um texto jornalístico. Deu origem a forma de apresentação da notícia chamada Pirâmide Invertida.