D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

Selfie

É um tipo de fotografia de autorretrato, normalmente tomada com uma câmera digital de mão ou celular com câmera. Selfies são frequentemente associadas com redes sociais . Elas são muitas vezes casuais, normalmente, tomadas com uma câmera segura ao comprimento do braço ou num espelho, e normalmente incluem apenas o fotógrafo ou o número de pessoas que pode estar em plano. Selfies que envolvem várias pessoas são conhecidas como "selfies de grupos".

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Selo

1. Efeito visual que ilustra assunto em reportagem. Pode ser feito com chroma-key. 2. Selo é um recurso gráfico, produzido pela editoria de arte, que marca uma reportagem ou uma série de reportagens. É a marca que identifica uma determinada linha ou série de produtos editoriais.  (click no título/link para ver a definição completa)

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

SEM

É um conjunto de técnicas de Marketing na Internet que tem por objetivo a promoção de um website nas páginas de resultado (SERPs) de um buscador. (click no título/link para ver a definição completa)

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Semiose

A semiose define a ação e a atividade dos signos. Termo foi introduzido por Charles Sanders Peirce para delimitar seu o objeto de estudo dentro da semiótica. Nesse contexto, o estudo da semiose serve para designar o processo de significação, a produção de significados. A semiose é qualquer ação ou influência para sentido comunicante pelo estabelecimento de relações entre signos que podem ser interpretados por alguma audiência

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Semiótica

A semiótica compreende que tudo o que existe no pensamento se manifesta como signo, especialmente na língua. Dessa maneira, a semiótica estaria na fronteira da lógica e diversas outras disciplinas. Por exemplo, as nuvens no céu representam uma chuva ainda por vir e os cata-ventos movem-se na direção dos ventos. Nuvens e cata-ventos são, portanto, signos. (click no título/link para ver a definição completa)

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Sem Serifas

A classificação dos tipos em serifados e não-serifados é considerado o principal sistema de diferenciação de letras. O sem serifas é um tipo de letra que não tem as pequenas projeções chamadas 'serifas' ao fim do traço. São consideradas melhores para se ler em telas. As famílias tipográficas sem serifas são conhecidas como sans-serif (do francês), também chamadas grotescas

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Sensacionalismo

O sensacionalismo é um tipo de viés editorial na mídia em massa em que os eventos e temas em notícias e partes são mais exageradas para aumentar os números de audiência ou de leitores. Pode incluir relatórios sobre assuntos geralmente insignificantes e eventos que não influenciam a sociedade em geral e apresentações tendenciosas de temas de interesse jornalístico de uma forma trivial ou tabloide.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Sensorialidade

A sensorialidade pode ser entendida como um diálogo mental entre o emissor e o receptor. É através da sensorialidade do rádio que se conquista e envolve o ouvinte. Nela, o ouvinte participa mentalmente da ação descrita na mensagem.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Sépia

Tom escurecido semelhante ao de uma fotografia envelhecida. Pode ser na tomalidade amarela, vermelha ou marrom.

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)

Sequência

"Conjunto de cenas que se referem à mesma ação. Divisão narrativa de um filme. As cenas que se reúnem em sequência não estão situadas forçosamente dentro do mesmo espaço e tempo, mas são definidas por uma unidade de ação, tema ou movimento". Rabaça e Barbosa

(clique no título/link para ver a aula/definição completa)