D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "publicidade e propaganda"

Mídia Indoor

É uma tendência de mercado que trata de anunciar em shopping centers, academias, aeroportos, elevadores. Por terem grande circulação de pessoas, espaços como esses atualmente são alvos de uma publicidade constantemente preocupada em dialogar com o público. Esse tipo de publicidade é uma opção de investimento para empresas que buscam pelo contato com um público-alvo bem específico, presente nos mais diversos estabelecimentos. Uma das principais vantagens dessa publicidade é a facilidade em segmentar o público na divulgação de marcas, produtos e serviços. Os anunciantes planejam a forma mais adequada de se comunicar com um público específico – o que torna a publicidade mais eficaz. Desse modo, a mídia indoor está presente nos mesmo lugares onde está o público-alvo.

Outdoor

Propaganda ao ar livre. Outdoor é um painel publicitário, analógico ou digital, de divulgação publicitária colocado no exterior de grandes dimensões, sobretudo em placas modulares, disposto em locais de grande visibilidade, como à beira de rodovias ou nas empenas de edifícios nas cidades. Contudo, nem toda mídia exterior é comercialmente chamada de outdoor.

Marketing de Resposta Direta

O marketing de resposta direta é planejado para provocar uma resposta imediata e levar os prospects a realizar alguma ação específica, como se cadastrar em sua lista de e-mails, pegar o telefone e ligar para obter mais informações, fazer um pedido ou ser direcionado para uma página da internet. É uma ferramenta de propaganda implementada com o objetivo específico de ativar, de modo dirigido, individual e controlado, os consumidores de uma empresa ou seus canais de distribuição.

Mercado de Bens Simbólicos

A implantação de uma “indústria cultural” passa a caracterizar a cultura como um investimento comercial. Um bem simbólico se configura quando a um objeto artístico ou cultural é atribuído valor mercantil, sendo consagrado pelas leis do mercado ao consumidor, bem como de produtos de bens simbólicos. Os anos 40 e 50 são considerados como o início da sociedade de consumo. Nas décadas de 60 e 70 se definem pela consolidação de um mercado de bens culturais. A televisão se concretiza como veículo de massa. Há grande expansão de bens culturais, atingindo uma ampla massa consumidora. É significativo o crescimento da publicidade, produção editorial de livros, revistas, filmes, de cinema, e discos do mercado fonográfico.

Palanque eletrônico

Forma alternativa de divulgação de propaganda político-partidária, realizada por meio de telões ou outros recursos audiovisuais assemelhados, de modo a prescindir da presença do candidato no palanque político. A comunicação de massa consagrou a estratégia de realização de discurso político em palanques de praças públicas, onde oradores se dirigiam à platéia presente, para expor e debater suas idéias. No entanto, a partir das últimas décadas do século XX, utilizando-se a televisão e outros modernos meios de comunicação, foi criado o palanque eletrônico, onde se realiza um discurso político que difere do apresentado em praças e ruas

Patrocínio

Patrocínio (do termo latino patrociniu) ocorre quando uma empresa ajuda a financiar um evento ou uma entidade não lucrativa e oferece apoio, em troca de propaganda ou outro benefício. O patrocínio pode ocorrer em eventos, apresentações, publicações. Ambas as partes envolvidas saem beneficiadas com o patrocínioː a empresa que promove o evento recebe valores monetários para poder atuar, e a empresa que patrocina recebe publicidade e notoriedade. Os patrocínios podem ser definidos como uma assinatura (underwriting) de um evento ou produto que visa dar suporte aos objetivos corporativos por meio do realce da imagem corporativa.

Marca Oficial do Governo

Todas as ações de comunicação do Poder Executivo Federal devem ser veiculadas ou distribuídas com a utilização da marca do Governo Federal.

Patrocínio Esportivo

O patrocínio esportivo é um investimento que uma entidade pública ou privada faz em um evento, atleta ou equipe com a finalidade de precípua de atingir público e mercado específico, recebendo, em contrapartida, uma série de vantagens em encremento de vendas, melhora de imagem e simpatia do público. Os investimentos nesse tipo de patrocínio crescem a cada ano devido ao ótimo retorno que propiciam.

Lifetime Value - LVT

Lifetime Value (LTV) ou "Valor do tempo de vida do cliente" é uma métrica do marketing e vendas que estima a potencial receita e lucro futuros gerados por um cliente. É um valor que se estende por toda a vida, e é um parâmetro para identificar a realidade que está sendo construída entre as instituições e seus clientes. O cálculo do LTV leva em consideração o valor e recorrência de compras, incluindo aí produtos e serviços derivados. O uso do LVT do cliente como uma métrica de marketing proporciona maior ênfase no serviço ao cliente e na sua satisfação no longo prazo (incluindo fidelidade de marca, recompra, up-selling e cross-selling ), sendo esse processo oferece melhores retornos do que investir apenas no curto prazo.

Propaganda

Segundo Rabaça e Barbosa, Propaganda é " comunicação persuasiva. Conjunto de atividades técnicas atividades de informação e de persuasão, destinadas a influenciar as opiniões, os sentimentos e atitudes do público num determinado sentido."