D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

Lifetime Value - LVT

Lifetime Value (LTV) ou "Valor do tempo de vida do cliente" é uma métrica do marketing e vendas que estima a potencial receita e lucro futuros gerados por um cliente. É um valor que se estende por toda a vida, e é um parâmetro para identificar a realidade que está sendo construída entre as instituições e seus clientes. O cálculo do LTV leva em consideração o valor e recorrência de compras, incluindo aí produtos e serviços derivados. O uso do LVT do cliente como uma métrica de marketing proporciona maior ênfase no serviço ao cliente e na sua satisfação no longo prazo (incluindo fidelidade de marca, recompra, up-selling e cross-selling ), sendo esse processo oferece melhores retornos do que investir apenas no curto prazo.

Eventos Cívicos

 Um evento cívico trata do interesse público, dos valores de uma sociedade, das suas instituições e das responsabilidades e dos deveres do cidadão. São a ocasiões para se conhecer, recordar e reafirmar os valores essenciais da nação, os momentos fundamentais da História brasileira, além de relembrar os personagens importantes da trajetória do país. Podem tratar de determinados temas sociais, nacionais ou internacionais, como assuntos relevantes para o país.

Líder

O líder é um influenciador e motivador. Para Franco, há três tipos de líderes são requisitados pelas empresas do século XXI:

  • Líder Transformacional: ele consegue extrair das pessoas mais motivação e desempenho do que se espera delas. Transforma as pessoas em ativos valiosos para as organizações;
  • Líder Carismático: Possui o poder de persuadir e transformar a vida das pessoas e o ambiente de trabalho em um lugar mais interessante e cheio de entusiasmo;
  • Líder Formador: sua satisfação está exatamente em cultivar pessoas para o sucesso e tem como fonte de inspiração sua própria capacidade de desenvolver pessoas e transforma-las em futuros líderes ou pelo menos proporcionar-lhes o caminho para tal.

Carta Aberta

A carta aberta é um texto predominantemente argumentativo (mas pode ser instrucional, expositivo, argumentativo ou descritivo e persuasivo). É um modelo de carta (texto epistolar). Sua principal característica é  informar, instruir, alertar, protestar, reivindicar ou argumentar sobre determinado assunto. Permite que o emissor exponha em público suas opiniões ou reivindicações acerca de um determinado assunto. A carta aberta faz referência a assuntos de interesse é coletivo, normalmente se referindo a um problema de consenso geral. É um veículo de comunicação coletiva. Por isso, representa uma importante ferramenta de participação política dos cidadãos, uma vez que apresenta assuntos de interesse coletivo.

Propaganda

Segundo Rabaça e Barbosa, Propaganda é " comunicação persuasiva. Conjunto de atividades técnicas atividades de informação e de persuasão, destinadas a influenciar as opiniões, os sentimentos e atitudes do público num determinado sentido."

Position Paper

É um artigo em que de forma contextualizada e resumida posiciona-se a respeito de um tema ou questão. Deve Informar e detalhar a cerca da posição da organização no que se refere a um tema relevante, geralmente político e complexo. Para isso, deve-se fornecer ideias próprias e/ou argumentos para solucionar ou tratar um problema ou uma questão. Deve ser objetivo e simples, porém conter a devida contextualização da questão de forma a ser compreendido por pessoas que não sejam da área de conhecimento. Deve, ainda, fornecer um panorama sobre a resposta que o autor está oferecendo para a questão. É um texto cuja abordagem pode ser usada para auxiliar a tomada de decisões importantes sobre um determinado assunto ou questão.

Pós-Pauta

Aquela que não é mais um guia de investigação dos fatos, mas de orientação do veículo sobre o que o repórter deve e o que não deve apurar.

Funções da Comunicação

Para Stephen Littlejohn  a comunicação pode melhorar o relacionamento entre as pessoas e facilitar nossas atividades pessoais e profissionais. Para Stephen, existem 8 Funções da Comunicação: Intercâmbio e transmissão de ideias, Esforço para compreender e ser compreendido pelos outros, Redução de incertezas, Conexão e vínculos entre as pessoas, Participação comum, Evocar lembranças, Estimular e responder aos estímulos alheios e Afetar alguém (poder de influenciar).

Processo de Marketing

O processo de marketing, ou processo de administração de marketing, é o processo de analisar as oportunidades do mercado, selecionar mercados-alvo, desenvolver mix de marketing e gerenciar o trabalho de marketing. Simpatia, especialização e confiabilidade são fatores que podem conferir credibilidade a uma fonte no processo de marketing. É por meio desse processo e suas etapas que as empresas conseguem conhecer seu público-alvo, o mercado e sua empresa, para entregarem a seus clientes produtos e serviços que satisfaçam seus desejos e necessidades.

Veículos Aproximativos

Os veículos aproximativos (veículos de comunicação dirigida aproximativa) "permitem estabelecer relações pessoais diretas entre a instituição e o público ou segmento de público." Entende-se por veículos aproximativos aqueles que permitem qualquer aproximação física entre os públicos e a instituição. Exemplos: congresso, convenções, reuniões de informação ou discussão; conferências, palestras, conversas, discursos, entrevistas, treinamentos; visitas, feiras, exposições; eventos; acontecimentos especiais, inaugurações, datas cívicas, comemorações.

Todos os direitos reservados (C) 2015 Comuniqueiro