Responsabilidade Social nas Organizações

É uma prática direcionada aos públicos internos e externos (colaboradores, fornecedores, consumidores, comunidade, etc) das organizações, que busca, através de ações voluntárias, o bem-estar das pessoas e da evolução do país de forma consciente e sustentável.

Organizações preocupadas com os aspectos socioambientais ganham em competitividade e tendem a ganhar a fidelidade dos seus clientes, uma boa imagem perante a sociedade e a confiança de investidores.

Uma empresa sustentável é aquela que gera lucros e movimenta a economia da região sem afetar negativamente seus stakeholders. Para isso, a mudança na política empresarial, implantação de novas atitudes e práticas cotidianas dentro de uma organização se faz necessária. A fim de se obter um retorno econômico de longo prazo, um equilibro social e ambiental os gestores devem, juntamente com o setor de recursos humanos, focar em planos estratégicos voltados para ações que viabilizem o desenvolvimento sustentável, tanto para a organização quanto para seus colaboradores.

Segundo Passos, a partir do critério de responsabilidade, pode-se classificar as empresas em três grandes modelos: 
  • aquelas que visam apenas ao lucro e são assumidamente negócios; 
  • as que colocam como organizações sociais e procuram satisfazer aos interesses de uma rede de pessoas;  
  • as empresas socialmente responsáveis, que não se preocupam apenas com o lucro econômico, mas também com a ação social.