Funções da Linguagem

As funções da linguagem são formas de utilização da linguagem segundo a intenção do falante, ou seja  elas determinam o objetivo dos atos comunicativos. Cada função desempenha um papel relacionado com os elementos presentes na comunicação: emissor, receptor, mensagem, código, canal e contexto. Apesar de sempre haver uma função que predomine, vários tipos de linguagem podem estar presentes num mesmo texto. As funções da linguagem podem ser: função referencial (denotativa), função emotiva, função poética, função fática, função conativa e função metalinguística. 

  • Função Referencial (Denotativa ou Informativa) - Tem como objetivo principal informar, referenciar algo. Voltada para o contexto da comunicação, esse tipo de texto é escrito na terceira pessoa (singular ou plural) enfatizando seu caráter impessoal. Estão presentes em materiais didáticos, textos jornalísticos e científicos. 
  • Função Emotiva ou Expressiva -  Nessa função o emissor tem como objetivo principal transmitir suas emoções, sentimentos e subjetividades por meio da própria opinião. Esse tipo de texto, escrito em primeira pessoa, está voltado para o emissor, uma vez que possui um caráter pessoal. Está presente em textos poéticos, as cartas, os diários. São marcados pelo uso de sinais de pontuação, por exemplo, reticências, ponto de exclamação, etc. 
  • Função Poética  - É característica das obras literárias que possui como marca a utilização do sentido conotativo das palavras. Também encontra-se a função poética na publicidade ou nas expressões cotidianas em que há o uso frequente de metáforas (provérbios, anedotas, trocadilhos, músicas). Nessa função, o emissor preocupa-se de que maneira a mensagem será transmitida por meio da escolha das palavras, das expressões. 
  • Função Fática - Focada no canal de comunicação. A função fática é muito utilizada em diálogos, por exemplo, nas expressões de cumprimento, saudações, discursos ao telefone, etc. Visa estabelecer ou interromper a comunicação de modo que o mais importante é a relação entre o emissor e o receptor da mensagem. 
  • Função Conativa ou Apelativa -  Focada no receptor da mensagem. É caracterizada por uma linguagem persuasiva que tem o intuito de convencer o leitorCostuma se apresentar na segunda ou na terceira pessoa com a presença de verbos no imperativo e o uso do vocativo. É muito utilizada nas propagandas, publicidades e discursos políticos, a fim de influenciar o receptor por meio da mensagem transmitida.