Editorial

Gênero jornalístico opinativo.  Expressa a opinião (posicionamento) oficial ou postura da empresa/publicação (diário ou jornal) sobre um tema de interesse social. Não possui obrigação com a imparcialidade ou objetividade e  não é assinado (apócrifo).  Aparece sempre de maneira destacada nas primeiras páginas, geralmente, localiza-se diariamente na 2ª ou 3ª página do jornal. Apesar de escrito pelo Editorialista, o Editorial é visto com "a voz do dono" do veiculo de comunicação. 

Matéria jornalística opinativa por natureza, impessoal e sem assinatura, sobre quaisquer acontecimentos, para expressar a posição do veículo ou da empresa que o edita, seja jornal, revista, rádio ou TV. Substitui o artigo de fundo, desde a transformação verificada no jornalismo depois da Segunda Guerra Mundial, depurado do ângulo retórico, personalista e agressivo, e beneficiário pela modernização e eficácia do estilo. O editorial separa a notícia do comentário, introduzindo na informação uma linha divisória em proveito de ambos. É alguma coisa mais do que a simples opinião do proprietário do veículo, porque o julgamento crítico que expressa, resulta, quase sempre, da análise em comum de diretores, editores e editorialistas, para os quais o mais importante é identificar conceitos que dignifiquem a opinião. Ensaio, artigo, comentário, análise, o editorial e comunicação seletiva, dirigida mais ao leitor, ouvinte ou telespectador que não encontra no mero relato dos fatos orientação suficiente para formular o próprio juízo. A sua necessária dimensão opinativa está limitada, portanto, a um percentual menor que o total do universo dos leitores ou da audiência, no qual se situam camadas de nível de decisão governamental, empresarial, política, social. No entanto, o editorial move-se na estreita correlação entre a opinião e liberdade de crítica, o que muitas vezes lhe dá a condição de primeira vítima da censura ou dos abusos de autoridade. Por ser pequeno o seu campo em face de restrições às garantias individuais, nem por isso se reduz a taxa de debate na sociedade, e nem se despreza o valor do esclarecimento. Esses fatores atuam em favor do editorial." Bahia