Crônica

Texto livre (gênero literário-opinativo), pessoal e isento de regras de estilo jornalístico, o tema é de livre escolha do autor, que assina sua produção, mas costuma ser relativo a acontecimentos de atualidade ou situações de permanente interesse humano. Coluna ou texto que aborda tema do cotidiano, geralmente utilizando forma literária. No dos artigos de opinião, não há compromisso necessariamente com temas da atualidade. 

É o gênero jornalístico mais próximo do estilo literário, pois permite maior liberdade de escrita. A crônica não segue regras fixas. Aborda episódios do quotidiano de uma forma subjetiva podendo utilizar a ironia e o humor com o intuito de provocar o leitor.

Texto jornalístico desenvolvido de forma livre e pessoal, a partir de fatos e acontecimentos da atualidade, com teor literário, político, esportivo, artístico etc. Segundo Muniz Sodré e Maria Helena Ferrari, a crônica é um meio-termo entre o jornalismo e a literatura; "do primeiro, aproveita o interesse pela atualidade informativa, da segunda imita o projeto de ultrapassar os simples fatos". O ponto comum entre a crônica e a notícia ou a reportagem é que o cronista, assim como o repórter, não prescinde do acontecimento. Mas, ao contrário deste, ele 'paira' sobre os fatos, 'fazendo com que se destaque no texto o enfoque pessoal (onde entram juízos implícitos e explícitos) do autor'. Na crônica, porém, o juízo de valor confunde-se com os próprios fatos expostos, sem o dogmatismo do editorial, no qual a opinião do autor (representando a opinião da empresa jornalística) constitui eixo do texto." Rabaça e Barbosa

Gênero jornalístico que, a par do editorial, promove características opinativas no texto informativo. A crônica relata fatos de interesse jornalístico que são interpretados avaliados pelo seu autor. matiz subjetiva e pessoal desse gênero jornalístico permite que ele possua uma estrutura textual mais diversificada e menos condicionada por constrangimentos editoriais, tais como o de economia de linguagem informativa. A crônica distingue-se do artigo de opinião pela sua regularidade e continuidade. Tal como o artigo de opinião, a crônica pode ser redigida por jornalistas ou por pessoas convidadas a colaborar pela Direção do órgão de comunicaçãoDicionário de Ciências da Comunicação