Copyleft

Copyleft é uma forma de usar a legislação de proteção dos direitos autorais com o objetivo de retirar barreiras à utilização, difusão e modificação de uma obra criativa devido à aplicação das normas de propriedade intelectual, exigindo que as mesmas liberdades sejam preservadas em versões modificadas. 

Copyleft é um trocadilho com o termo copyright. Richard Stallman popularizou o termo copyleft ao associá-lo em 1988 à licença GPL. O termo foi sugerido pelo artista e programador Don Hopkins, que incluiu a expressão "Copyleft - all rights reversed.". A frase é um trocadilho com expressão "Copyright - all rights reserved."

Uma obra, seja de software ou outros trabalhos livres, sob licença copyleft requer que suas modificações, ou extensões, sejam livres, passando adiante a liberdade de copiar e modificar novamente.

O copyleft funciona como um termo adicional a uma licença. Por exemplo, uma licença livre visa garantir a quem receba uma cópia da obra licenciada às seguintes liberdades:

  • a liberdade para usar o trabalho,
  • a liberdade para estudar o trabalho,
  • a liberdade para copiar e compartilhar o trabalho com os outros,
  • a liberdade para modificar o trabalho e também para distribuir os trabalhos modificados e derivados.

Um redistribuidor ou autor de trabalho derivado da obra livre vá distribuí-lo com as mesmas liberdades. Para que haja esse requisito e a licença seja considerada copyleft, requer-se um termo adicional que garanta que o autor do trabalho derivado só possa distribuí-lo sob a mesma licença ou sob uma que seja equivalente.

Além disso, os direitos sobre o trabalho não podem ser revogados e o trabalho e suas derivações devem ser fornecidos de forma que facilite modificações futuras. No caso dos softwares, é necessário que o código fonte do software derivado seja fornecido junto com ele.