Atributos do Texto Jornalístico

Para escrever bem e de maneira simples, atribuindo qualidades à linguagem, alguns pontos devem ser levados em consideração. São atributos do texto jornalístico: clareza, fluência, concisão, precisão, coesão e coerência.

  • Clareza - A clareza consiste na expressão exata de um pensamento. Para isso, recomenda-se o uso de períodos curtos, ausentes de adjetivação e rodeio de palavras, e que não contenham duplo sentido e quebra da ordem lógica. 
  • Fluência - A leitura ininterrupta é proporcionada por esse fator. A fluência é característica das redações que não causam prejuízo da compreensão e necessidade de releitura. Geralmente, quando a ordem direta de um período é quebrada, intercalando-se ideias entre os termos integrantes da oração ou entre orações de um período, a fluência do texto acaba sendo prejudicada. 
  • Concisão - Quando utilizado o mínimo de palavras para dizer o máximo possível de coisas, a concisão passa a ser uma qualidade do texto. Para isso, deve-se eliminar a superficialidade de termos e expressões. 
  • Precisão - Quando uma palavra certa é utilizada para dizer exatamente o que se quer expressar, usamos a precisão. Esse fator é determinado pelo domínio do vocabulário que temos. O conhecimento de um grande número de palavras não é um determinante nesse caso. 
  • Coesão - Para que esse fator exista, é necessária uma ligação lógica entre as palavras, orações, períodos e parágrafos. Para que isso ocorra, o autor não deve escrever palavras ou frases “soltas”. O uso correto de conectivos evita a repetição excessiva das mesmas palavras. 
  • Coerência - A coerência aparece quando as ideias expostas estão relacionadas de tal maneira que a conexão é evidente, dando origem a uma linguagem lógica.